O rei sempre esteve nu…

 

As palavras são como vestes.

Com palavras veste-se o feio com beleza, o grosseiro com a delicadeza, a maldade com a bondade. E quando nossos olhos e ouvidos são pouco treinados, passamos a acreditar na ilusão da palavra. Porque a palavra é um encamento, os poetas bem o sabem.

É preciso coragem para despir olhos e ouvidos.

Somente o espírito que despiu olhos e ouvidos, pode adentrar no mundo da Perfeição. Lá conversará com a Sabedoria, tocará a Beleza, sentirá o perfume da Delicadeza dançando pelo ar, e andará de mãos dadas com o Amor.

Na entrada do mundo da Perfeição há um portão, sobre ele está escrito a palavra:

SILÊNCIO.

 

Lua

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s