arte, carpe diem

A elegancia do Ouriço

Reneé. Tratava-se de mim. Pela primeira vez alguém se dirigia a mim dizendo meu nome de batismo. Ali onde meus pais recorriam  a um gesto ou a uma bronca, uma mulher, que agora eu achava que tinha os olhos claros e a boca sorridente, abria caminho para o meu coração e, ao pronunciar meu nome, estabelecia comigo uma proximidade da qual até então eu não fazia idéia. Olhei ao redor para um mundo que, subitamente, se enfeitou de cores (…)

Então, com meus tristonhos olhos cravados nos dela, agarrei-me à mulher que acabava de me fazer nascer. (…)

No seu olhar bondoso só li compaixão (…) Pela primeira vez toquei num livro.”

A elegância do Ouriço , de Muriel Barbery, é um livro emocionante,  com narrativas delicadas e tocantes, com pitadas de sarcasmo, algumas passadas de filosofia, enfim, um livro encantador. Ainda não terminei de ler, mas estou adorando. O livro é delicioso. Atualmente a autora leciona filosofia na Normandia.

  

Advertisements

1 thought on “A elegancia do Ouriço”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s