About Love, About God

Quando amamos uma pessoa, aos poucos a imagem, a forma física desta pessoa desaparece e você fica mais em contato com a essência dela. E se você mergulhar mais fundo, a essência da pessoa amada pulveriza-se no ar e abre-se o Além.

Seu bem amado é apenas uma porta, e através dele você encontrará o Divino.

Sempre nos parece difícil estar em contato permanente com o Divino, com o Criador, ele não tem começo nem fim, nossas faculdades são limitadas no que cerne a imaginar sua grandiosidade. Mas o caminho para chegar até Ele é sempre através de uma pessoa.

Ame, portanto.

E que o Amor não seja uma competição, mas uma profunda aceitação do outro, sem julgamentos. Convide-o então, ao Amor, para que penetre e mergulhe em você também, sem qualquer condição.

É somente quando amamos desta maneira, nesta intensidade, que o Divino inunda os poros de nossas almas, e por alguns instantes, somos capazes de vislumbrar a face do Criador.

E como já dizia um poeta, Amar se aprende amando, então não nos demoremos mais com palavras, que nossos corações sejam cálices sempre a transbordar Amor.

3 comentários sobre “About Love, About God

  1. Belo texto, Fernanda. Esse seu ponto de vista explica muita coisa, inclusive a razão que muitos de nós – e me incluo tbm – em às vezes temer o amor, como se fosse um oceano tão profundo que parece ser impossível de nadar. No entanto quando ousamos adentrar às águas profundas desta praia, percebemos que sequer estamos nadando, e sim caminhando sobre elas,flutuando para além do que nunca imaginamos, nem em sonhos. Eu concordo com vc Fernanda, só se chega à Ele através de uma mulher, e no caso da mulher, através do homem, é nessa união que se dá o ímpeto criativo que gera e mantém a vida, e por isso viver é amar. O bacana do seu texto é que ele vai além da esfera amorosa entre homem/mulher, se expande solucionando a problemática da crise em todas as intituições da sociedade (Família/Escola/Igreja/Estado). A cura para tudo sempre foi e sempre será o tal do AMOR, ele é a causa primeva de todas as coisas, afinal:
    “É a força de toda força,
    pois ela vencerá qualquer coisa sutil
    e penetrará qualquer coisa sólida.
    Assim, o mundo foi criado.
    Disso sairão admiráveis adaptações,
    das quais aqui o meio é dado.”
    Parabéns, fascinante!
    Obrigado

  2. hmmm, vou copiar uma frase aqui para o caderninho:

    “E como já dizia um poeta, Amar se aprende amando, então não nos demoremos mais com palavras, que nossos corações sejam cálices sempre a transbordar Amor.”
    😉

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s