A vida secreta das palavras

Um filme delicado e profundo. Um dos filmes que mais tocou minha alma. No enredo, Josef sofre um acidente, ele tem os olhos queimados numa plataforma petrolifera em alto mar, o seu maior medo: se afogar, pois ele não sabia nadar. De outro lado Hanna,uma mulher se afogando em dores de seu passado, tentando queimar estas memórias. Fogo e Água.

Hannah é uma mulher arredia, repleta de marcas violentas do seu passado. Hannah cria uma espécie de autodefesa, anulando  qualquer possibilidade de vínculo pessoal com outras pessoas, para que não acabe vivendo situações dolorosas novamente.

Ela é colocada para trata-lo, ela é enfermeira, ela evita falar de si mesma, ele desnuda a alma para ela. Com a convivencia deles, o amor floresce, como uma flor delicada e necessária.

este é um trecho do meu dialogo preferido do filme:

Hanna:

i’m afraid that one day, maybe not today, maybe, maybe not tomorrow either, but one day suddenly, i may begin to cry and cry so very much that nothing or n…obody can stop me and the tears will fill the room and i won’t be able to breath and i will pull you down with me and we’ll both drown.

Josef:

i’ll learn how to swim, hanna. i swear, i’ll learn how to swim.



Um comentário sobre “A vida secreta das palavras

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s