Dans mon jardin

Tua letra, uma caricia

Minha pele, papel desnudo

Tuas palavras, o halito que sopra

Em minha nuca, escoderijo de tua boca

Mergulha-me com teus versos

Reinventa-me com tua poesia

monjardin

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s