O excesso de delicadeza

Li em algum blog e agora não vou me lembrar qual sobre o amor que se esforça demais. Que quando demoramos muito e nos sacrificamos muito para conquistar um amor, ele se torna amaldiçoado. Não sei, mas me parece com um fundo verdadeiro. Porque quando amamos, queremos ser correspondidos, mas se temos que gastar muita energia para obter este resultado, ou as vezes obte-lo parcialmente, isto vai nos esgotando. O amor vai morrendo, vai virando algo feio, voce fica o chato cobrador, voce se sente na obrigação de aceitar migalhas para evitar ser o reclamador de plantão. E vai vendo o amor morrer devagarinho, agonizando, até que vai virando ressentimento, mágoa, tristeza, vazio. Voce passa a olhar no outro e nao se vê mais, não vê mais seus sonhos, o que sonhou para aquele casal que um dia existiu. Tudo vai ficando mecanico, rotina, cada vez evitando mais o toque, a troca de olhares, porque olhar dentro daqueles olhos onde voce nao vê tanto amor ,como o que voce tem, dói. Olhar naqueles olhos que voce ama, é a triste constatação que voce esta ali sobrando, que por mais que voce se esforce não haverá brilho pra voce ali, não haverá arroumbos de paixão.

Gibran Khalil uma vez escreveu : o amor só conhece a verdadeira profundidade na hora da separação. Ontem na madrugada passei horas olhando uma das esculturas de Camille Claudel, a escultura é conhecida como A Idade Madura, mas uma das estátuas desta escultura também é conhecida como L’Implorante. L’Implorante, humilhada de joelhos, sabe o que se desprende dela, diante de sua mirada, é sua alma que se vai, ela apostou a alma num amor .

 


camille a idade madura-thumb-800x600-86073

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s