Tha Lady Day

Quando ela morreu, em 1959, as rádios norte-amaericanas quase não tocavam mais suas gravações, mas felizmente para nós isto mudou, esta diva conhecida como Billie Holiday passou a ser cultuada pelas gerações posteriores com uma intensidade que a própria cantora não chegou a desfrutar em vida.

Com uma infância conturbada, sendo criada ora pela mãe ora por parentes, ajudou durante um tempo na limpeza do restaurante de sua mãe numa rotina pesada de trabalho, mas após uma tentativa de estupro foi colocada em um abrigo para crianças. Aos 12 anos percebeu que não poderia contar com sua mãe. Aos 13 anos começa a trabalhar num pequeno bordel, levando recados, trocando toalhas e foi lá que travou o primeiro contato com o jazz.

Aos 23 anos ela já tinha dividido gravações e se apresentado com Duke Eligton, Count Basie, Lester Young, entre outros grandes do jazz. Mas mesmo seu estrondoso sucesso não a livrou de sofrer com o racismo, chegou mesmo a ser impedida de ficar nos clubes a não ser que estivesse no palco cantando. Seu estilo único, sua capacidade fabulosa de frasear ou improvisar cativou todos na época e continua fazendo fãs.

Billie faleceu em decorrencia do abuso de alcool e drogas, faleceu de cirrose hepatica. Nos deixou um legado de canções belissimas. Uma em especial eu gostaria de compartilhar com voces: Strage Fruit, cantada pela primeira vez no Apollo, no Harlem. Strage Fruit é uma canção baseada num poema, é um protesto contra o racismo , na época negros eram linchados e muitos enforcados e seus corpos deixados pendurados em árvores.

“Southern trees bear a strange fruit
Blood on the leaves and blood at the root
Black bodies swinging in the southern breeze
Strange fruit hanging from the poplar trees

As árvores do sul produzem uma fruta estranha
Sangue nas folhas e sangue nas raízes
Corpos negros balançando na brisa do sul
Fruta estranha pendurada nos álamos…”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s