ativismo, feminismo, violencia contra mulher

Então é Natal e o que voce fez?

Então é Natal e todas(os) corremos para shoppings ou lojas virtuais atras de presentes. Mas voce sabe de onde vem este presente, como são as condições de quem produz sejam os brinquedos que voce dá aos seus filhos, sobrinhos, afilhados?? Alguém sabe como são produzidas aquelas roupas fantasticas pra passar a virada do ano? E o que isto tem a ver com ativismo e direitos das mulheres?

Oras, não é segredo que aquele brinquedo super baratinho é feito com mão de obra , senao escrava, ao menos por alguem que recebe uma ninharia. O mesmo para roupas. Mas atualmente nem os artigo caros estão livre disto. O culto ao lucro ultrapassou já esta barreira. E voce ainda se pergunta: mas o que isto tem a ver com direitos das mulheres?

A OIT estima que, no mundo, 12,3 milhões de pessoas são submetidas a trabalhos forçados e mais de 2,4 milhões foram traficadas. Dentre essas vítimas, 56% das pessoas submetidas a “exploração econômica forçada” são mulheres e 98% das pessoas sujeitas a “exploração sexual comercial forçada” são mulheres. Voces sabiam que confecções no Brasil, são regularmente encontradas mulheres bolivianas, trabalhando em situação de escravidão, por vezes, mais de doze horas por dia? A situação de vulnerabilidade dessas mulheres é agravada pelo fato de serem imigrantes. E agora também contamos com a exploração da mão de obra feminina no nordeste. As tais empresas “Pró- Nordeste” não são nem um pouco boazinhas.

Então, boicotar marcas que utlizam trabalho escravo ou exploram suas funcionarias é ativismo sim. É lutar pelos direitos das mulheres. Denunciar também, divulgar estas barbaries também. Querem comprar presentes de Natal? procurem artesas, pequenas e confiaveis confecções, há inumeras oções,e muitos destes pequenos negocios são mantidos por mulheres, muitas delas bancando sozinhas casa e filhos.

Então é Natal e o que voce fez? Eu comprei produtos de um empresa que não explora outro ser humano, uma empresa mantida por uma mulher, onde trabalham outras mulheres em condições dignas. Eu resolvi por em pratica o verdadeiro espírito de compaixão e amor ao próximo neste Natal.

Para saber mais :

http://reporterbrasil.org.br/…/especial-flagrantes-de-trab…/

http://reporterbrasil.org.br/…/roupas-da-hering-e-riachuel…/

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s