poesia, solidão, Uncategorized

Ma route

Não siga meus passos,

Não me acompanhe todo caminho

Eu realmente gosto de andar só.

Por um longo tempo sentia falta de companhia

Mas eu não sabia,

Que nao era falta do outro,

Era meu próprio ser por quem eu ansiava

E, eu gosto de estar só.

Os outros quase sempre são iguais

Em seus medos, suas covardias, seus ecudos.

Meus olhos foram feitos para paisagens insólitas,

Meu caminho é de estrelas e eu ando nua por ele

Já sangrei, já me curei,

Morri tantas vezes que deixei de contar

Meu silencio é  repleto de canções antigas

Cantadas num mundo impermeável as palavras.

Se, mesmo assim, quiseres me acompanhar

Aprenda meu idioma liquido

Abandone todas as mascaras

Descerre seus olhos.

Respire o vento ancestral

Toque a terra com pés desnudos.

Meu caminho é para poucos

Caminha comigo, se te interessa.

 

1-Inca_trail

 

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s