Ondas

Queria poder te dar lentes

Para que me pudesses me ver como sou

Não como esta criatura

desconhecida para mim

tão estrangeira

Nem de longe poder ler minhas águas

insistes em queimar todos os dicionários

presentes meus, tradutores de meu idioma

Me queres perto e apartada

Mais mal me faz do que bem me quer

e talvez desconheças o que realmente anseias

sonhei um dia em compartilhar meus mares contigo

que maravilhoso seria

se voce navegasse.

mas cá estamos, num porto.

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s