poesia

Estrangeira

Aquela que nasceu alada;

Menina-Mulher das estrelas;

Aquela que sempre está por partir.

Aquela que não faz ninho

Mas que quando dança

Espalha as areias mágicas do Tempo

Aquela que fez do vento seu idioma

E do mar sua prece.

barco
Foto do meu Flcikr
Anúncios

2 thoughts on “Estrangeira”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s