poesia, sobre a vida

Sobre ouriços e solidão

das verdades doídas da vida

voce veio sozinho,

voce vai partir sozinho

neste meio tempo entre chegar e partir

embora rodeado de gente

voce estará quase sempre por sua conta.

voce só percebe isto quando dá merda,

as gentes-miragens-amigonas despararecem

e voce está sozinho no seu quarto.

isto te faz forte

as vezes amargo

e com certeza esperto

pra nao cair tao facilmente no conto da parceria, trabalho em grupo e qualquer outro engodo que tentem te enfiar.

Os ouriços sao criaturas marinhas e solitárias

precisam dos seus espinhos para se proteger

mas há quem consiga segura-los na mão,

Poucos percebem a delicadeza por debaixo do exoesqueleto

As almas comuns não veem mais que espinhos.

Mas , nós ouriços, pedimos veementemente

Não finjam interesse nos nossos espinhos,

Não finjam se importar se eles incomodam

Não nos tirem do mar para nos observar morrer lentamente.

ouriço.jpg

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s